Ads (728x90)



Você já ouviu falar do Outubro Rosa? Ele é o nome dado para campanha internacional para chamar a atenção de todos (principalmente de nós mulheres) para os riscos e prevenção do câncer de mama


SÍMBOLO DO CÂNCER DE MAMA
LAÇO COR DE ROSA - SÍMBOLO DA CAMPANHA


Vários artistas doaram suas imagens para campanha e vários monumentos no Brasil e no mundo são iluminados de rosa para incentivar essa campanha tão importante.




De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o câncer de mama é um dos cancros mais comuns que afetam as mulheres em todo o mundo hoje.
A taxa de câncer de mama está em expansão, particularmente nos países em desenvolvimento, e isso tem muito a ver com o estilo de vida e com hábitos pouco saudáveis.
Embora existam algumas medidas que se pode tomar para evitar o risco do câncer de mama, na maioria dos casos é diagnosticado em estágios posteriores, quando o tratamento já fica mais difícil para curá-lo. Portanto, o diagnóstico precoce continua a ser o fundamento de controle do câncer de mama.
Então se cuide! Faça o autoexame e vá ao ginecologista periodicamente para checar sua saúde.




Prevenir é sempre melhor que remediar! Aqui estão algumas medidas preventivas que se pode tomar para evitar o risco de câncer de mama:

1. HISTÓRICO FAMILIAR

Pesquisas indicam que as mulheres que têm uma história familiar de câncer de mama podem ter mais propensão em desenvolver a doença.
Portanto, se esse for o seu caso, é imprescindível fazer um check-up regular, especialmente após a idade de 35 anos. Existem dois métodos para fazê-lo, um método é a mamografia e o outro de ultrassom. A maioria dos especialistas preferem a ultrassom por não conter radiação.
Mas, lembrem-se todas as mulheres desse mundo: mesmo que você não tenha casos na família, a prevenção é sempre mais saudável. Portanto, não se esqueça de pelo menos uma vez por ano procurar um ginecologista para exames preventivos.

2. ATIVIDADE FÍSICA

A atividade física é muito importante não só para manter o seu peso, mas também para ter uma saúde mais forte, o que pode protegê-la de várias doenças.
Para os adultos, o Departamento de Saúde e Serviços Humanos não recomenda menos de que 150 minutos por semana de moderada atividade aeróbica ou 75 minutos de atividade aeróbica vigorosa por semana, além de treinamento de força pelo menos duas vezes a cada semana.
A atividade física regular é a manutenção de um saudável peso corporal, juntamente com uma dieta equilibrada, poderia reduzir consideravelmente o risco de câncer de mama.



3. VERIFIQUE SUA DIETA

O que você come hoje tem repercussões sobre a saúde. Seguir uma dieta saudável pode beneficiá-lo de várias maneiras, manter um controle sobre inúmeras doenças.


QUE APRENDER A TER UMA ALIMENTAÇÃO MELHOR? ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL – UMA VIDA MAIS BELA E COLORIDA


Com os relatórios constantes de substâncias cancerígenas encontradas em processados ​​comercialmente como por exemplo em certos tipos de: pão, carne, bebidas gaseificadas, etc, ela só se torna mais importante agora para ver o que nós comemos.
A tendência atual deve voltar às boas refeições caseiras e dizer não a alimentos processados ​​.
De acordo com um estudo, a elevada quantidade de açúcar na alimentação numa dieta ocidental típica pode aumentar o risco de câncer da mama e a sua disseminação para os pulmões.
Segundo pesquisas, mulheres que apresentam sobrepeso correm mais risco de desenvolver câncer de mama e outras doenças.
Segundo a especialista em emagrecimento saudável Rosi Feliciano a reeducação alimentar é o caminho durável para o controle do peso e boa saúde.
Mesmo ao tentar emagrecer rápido devemos buscar métodos naturais, com boa nutrição e que possam nos colocar no caminho da reeducação alimentar, como a dieta detox 21 dias cardápio

4. AMAMENTAÇÃO

A amamentação pode reduzir o risco de câncer de mama, especialmente se a mulher amamenta por um longo período de tempo, de preferência até o bebê ter pelo menos 1 ano de idade.
A razão por que a amamentação protege as mulheres de câncer da mama é porque a maioria das mulheres têm menos ciclos menstruais quando estão amamentando (adicionado aos nove períodos perdidos durante a gravidez), resultando em elevados níveis de estrogênio.
A amamentação ajuda através da redução dos níveis de estrogênio, evitando assim o risco de câncer.

5. PENSE MUITO BEM SOBRE O FUMO E O ÁLCOOL

Embora os resultados não tenham sido confirmados, vários estudos propõem que existe o perigo modestamente ampliado de câncer de mama em fumantes.
A relação entre o tabagismo e câncer de mama é complicada pelo fato de que até 50 por cento das mulheres que fumam ou bebem, tendem a ser propensas a várias doenças.
Evidencias anteriores confirmaram sobre a relação entre o consumo de álcool e câncer de mama afirmando que a ingestão de álcool aumenta as chances de câncer de mama em desenvolvimento por quatro vezes.
Um estudo sugeriu que um subproduto do álcool chamado acetaldeído, danifica o DNA, o que pode levar ao crescimento do câncer de mama. Também foi visto que o álcool diminui os níveis de folato, o que é necessário para reparar o DNA danificado no corpo.

6. LIMITE TERAPIA HORMONAL

O tratamento hormonal combinado por mais de três a cinco anos aumenta o risco de câncer de mama. No caso se você está tomando o tratamento hormonal para os sintomas da menopausa, consulte o seu médico sobre as diferentes opções.
Você pode ser capaz de lidar com os sintomas e com os tratamentos não hormonais. Se passando por tratamento hormonal, tente usar a menor dose que funciona para você e faça um intervalo. Converse com o seu ginecologista sobre as opções.

Embora o câncer seja uma doença perigosa que leva a vida de muitos em todo o mundo, essas medidas preventivas podem ser úteis.
Lembrem-se, seus hábitos de vida podem ter uma correlação com o risco de câncer.

Então: NUNCA SE ESQUEÇA – A PREVENÇÃO É A MELHOR SOLUÇÃO! E VIVA O OUTUBRO ROSA!


Artigo escrito em parceria com a professora Rosi Feliciano do Dieta Blog. Obrigada mais uma vez! E todas apoiando a prevenção!

Postar um comentário

Blogger
  1. Parabéns por conscientizar a todos sobre o Outubro Rosa, que é um mês para que todos fiquem atentos ao câncer de mama e conheça mais sobre o assunto.

    ResponderExcluir